Noslen olebaR literatura, poesia, crônica e contos

Insisto em escrever porque é fazendo que se aprende.

Poesia por acaso

Sem inspiração estou agora.

Tento atiçar a imaginação mas ela demora.

Não consigo pensar em algo que faça rimas.

É como querer acertar o alvo com a flecha apontada para cima.

Não acho um bom assunto que se organize bem em versos.

Mesmo sabendo que no mundo há mil assuntos diversos.

Que coisa chata, não consigo imaginar.

Isso quase me mata, porque é horrível não poder pensar.

Mas espere um momento, mesmo não tendo um tema, se estas frases vou relendo, vejo que é um poema!

Clarice Pacheco.

Textos

POR QUE JESUS AMALDIÇOOU A FIGUEIRA SE NÃO ERA ÉPOCA DE FIGOS?
A história onde Jesus amaldiçoou a figueira é narrada em dois dos evangelhos, sendo em Mateus 21:18-22 e Marcos 11:12-14, 20-24.

Vejamos o que o texto nos diz:

18 - E, de manhã, voltando para a cidade, teve fome;

19 - E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.

20 - E os discípulos, vendo isto, maravilharam-se, dizendo: Como secou imediatamente a figueira?

21 - Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito;

22 - E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis.

Nesse texto traz uma ótima oportunidade de expor a necessidade que temos de estudar a Bíblia e não somente fazer leituras superficiais. Aqui, nesse caso, temos a necessidade de compreender um pouco sobre as figueiras. Geralmente as figueiras dão seus frutos antes das folhas ou também os frutos aparecem quase que ao mesmo tempo que a folhagem. Apesar dessa narrativa ter acontecido no mês de março (época da páscoa judaica) e a época de as figueiras darem frutos era somente em junho, figueiras que tinham folhas nessa época indicavam frutos fora de época, o que era uma bênção. Isso significa que as folhas aparentes na figueira indicavam que ali haveriam frutos. Mas o texto mostra que Jesus fica frustrado em achar somente folhas nela e que Ele aproveita essa situação interessante para trazer lições preciosas.

Sabemos que árvores não têm responsabilidade moral, pois não tem a capacidade de pensar e decidir. Logo, quando Jesus amaldiçoou a figueira e ela secou, não significa que a árvore pecou ou que estava sendo má por não ter frutos, antes, não temos outra interpretação possível senão um ensino de Jesus que chamamos de “alegoria”, ou seja, Ele usando essa ocasião interessante como um símbolo de um ensino maior que queria passar às pessoas.

Mas qual ensino seria esse?

Quando Jesus amaldiçoou a figueira qual ensino quis passar?

Se observarmos  com cuidado, esse acontecimento é situado exatamente após a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém próximo da festa da páscoa (Mateus 21:1-11), seguida da expulsão vigorosa que Jesus fez dos mercadores do templo;

Mateus 21:12-13 –

12 - E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas;

13 - E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.

Vemos ainda em algumas parábolas  muito fortes sobre a falta de fé de alguns em fazer a vontade do Pai (Por exemplo, a parábola dos dois filhos em Mateus 21:28-32). Isso parece indicar que Jesus está pelo menos provocando os seguintes pensamentos nas pessoas ali em Jerusalém, que era o local central de culto em Israel:

Essa figueira representa o povo de Israel:

Em outras ocasiões Israel já tinha sido comparada a uma figueira;

Oseias 9:10 – Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como a fruta temporã da figueira no seu princípio; mas eles foram para Baal-Peor, e se consagraram a essa vergonha, e se tornaram abomináveis como aquilo que amaram.

Joel 1:7 –  Fez da minha vide uma assolação, e tirou a casca da minha figueira; despiu-a toda, e a lançou por terra; os seus sarmentos se embranqueceram.

Jesus parece aqui reviver essa comparação, mas agora como uma forma de repreensão aos israelitas.

Essa figueira parecia ter frutos:

Em muitos momentos Jesus combateu a hipocrisia de fariseus e do povo que gostava muito de uma vida de aparências que não refletia o que de fato tinha em seus corações.
Jesus criticou muitas vezes esse mal comportamento. A figueira tinha folhas e isso indicava que deveria ter frutos ali, mas não tinha.
Da mesma forma muitos pareciam ser servos de Deus, mas não eram.

A aparência de ter frutos e a falta deles foi a causa de a figueira secar:

Uma vida de aparências, sem frutos verdadeiros e proveitosos destruirá a vida daquele que escolhe esse tipo de vida. A nação de Israel sofreria muito pela aparência de santidade que buscava esconder corações hipócritas. Isso faria muitos deles “secar”.

Falta de frutos ainda desagrada a Deus.

Fomos chamados a frutificar. Por isso, essa lição de Jesus ainda é bastante atual, pois o coração humano continua produzindo aparências para esconder uma vida infrutífera e distante da vontade de Deus. Sempre que Deus olha para nós Ele deseja encontrar bons frutos!

Você tem esses bons frutos?


Glória a Deus, Amém Senhor. -
NRS14122017
NOSLEN OLEBAR
Enviado por NOSLEN OLEBAR em 07/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras