Noslen olebaR literatura, poesia, crônica e contos

Insisto em escrever porque é fazendo que se aprende.

Poesia por acaso

Sem inspiração estou agora.

Tento atiçar a imaginação mas ela demora.

Não consigo pensar em algo que faça rimas.

É como querer acertar o alvo com a flecha apontada para cima.

Não acho um bom assunto que se organize bem em versos.

Mesmo sabendo que no mundo há mil assuntos diversos.

Que coisa chata, não consigo imaginar.

Isso quase me mata, porque é horrível não poder pensar.

Mas espere um momento, mesmo não tendo um tema, se estas frases vou relendo, vejo que é um poema!

Clarice Pacheco.

Textos

A PRIMEIRA PROMESSA DE REDENÇÃO
O HOMEM NO ÉDEN

Uma vez decaído o homem, foi Deus quem o buscou antes que ele buscasse a Deus. Sempre tem sido assim: o Bom Pastor busca os perdidos. Gênesis 3:15 é o primeiro lampejo de salvação.

Em Gênesis 3:14 encontramos a maldição sobre a serpente. Deus começa por amaldiçoá-la;

Gênesis 3:14 - Então o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.

Mas em Gênesis 3:15 é evidente que se dirige ao próprio diabo. Provocaria inimizade entre a semente da serpente (os que rejeitam a Deus através dos séculos;

Gênesis 3:15 -  E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
João 8:44 –  Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.
E a semente da mulher (a descendência piedosa de Eva). Esta inimizade tem sido e será perpétua, desde a época de Abel até à segunda vinda de Cristo. Um dos descendentes piedosos daria um golpe mortal ao inimigo, porém sairia ferido (considera-se que um ferimento na cabeça é fatal, porém no calcanhar não o é).
E uma promessa messiânica que se cumpriu no Calvário;

Hebreus 2:14 – 15;

14 – E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;
15 - E livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à servidão.

Vejamos a redenção prometida em Gênesis 3:15.

Foram Adão e Eva salvos espiritualmente? A Bíblia parece indicá-lo de maneira afirmativa. Adão creu na promessa de redenção, pois deu à sua esposa o nome de "Eva" (vida). Provavelmente, confiou que, por meio dela, viria o Libertador prometido. Parece que ela também tinha fé, pois deu a seu primeiro filho o nome de "Caim" (adquirir ou possessão). E provável que Eva tenha pensado que Caim seria o Redentor prometido por Deus. O Senhor respondeu à fé do casal, provendo-os de túnicas de pele para cobrir-lhes a nudez.

Pode ser que isso indique a origem divina do sacrifício, e prefigure o manto de justiça provido mediante a morte de Jesus?

Podemos concluir deste relato que a fé nas promessas de Deus é, desde o princípio, o único meio de sermos aceitos pelo Senhor.

O desenvolvimento do pecado:

O primeiro ato de violência relaciona-se com o culto religioso. Infelizmente, a história da humanidade está repleta de lutas, brutalidades e guerras motivadas pelo zelo religioso. O que deve unir os homens, diverge e os separa. Nota-se aqui que Satanás emprega o pecado para envenenar as próprias fontes de Deus. (Gênesis 4: 1 - 16).
Por que Deus rejeitou a Caim e sua oferta e olhou com agrado para
Abel e sua oferta? Havia pecado no coração de Caim:

I João 3:12 -Não como Caim, que era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas.

Deus olha a atitude do ofertante, a qual é mais importante do que sua oferta.

Hebreus 11:4 - Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.

Não de sua própria ideia, como Caim, mas um animal degolado, que cumpria o requisito de Deus. O culto de Caim era uma forma religiosa sem fé, mas Abel ofereceu a Deus seu coração, trazendo-se a si mesmo.
Deus, não obstante, tratou a Caim com ternura, rogando-lhe que deixasse sua petulância infantil. A Bíblia de Jerusalém dá o sentido da advertência divina:

Gênesis 4:7 -  Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.

"Mas se não estiveres bem disposto, não jaz o pecado à porta, um animal acuado que te espreita, podes acaso dominá-lo?"

Caim tem de escolher entre dominar sua inveja, ou ser dominado e consumido por ela. Nega-se a defrontar-se com o pecado e é levado pela violência. Vê-se o desenvolvimento do mal. Atrás do fratricídio está o ódio, atrás do ódio a inveja, e atrás da inveja o orgulho ferido.
A reação divina ante o primeiro homicídio demonstra que Deus
Inexoravelmente (forçosamente) castiga o pecado, mas ao mesmo tempo é misericordioso.
Figurativamente, o sangue de Abel clama por justiça Embora Deus dê a Caim a oportunidade de confessar sua falta, ele não o faz. Portanto, o Senhor o sentencia a sofrer uma maldição. Tem de ausentar-se de sua casa, seus trabalhos aumentam, e é condenado a perambular sem cessar. Apesar do coração impenitente de Caim, Deus lhe mostra misericórdia  respondendo a seus rogos e dando-lhe um sinal para sua proteção.

Um escritor do Novo Testamento adverte quanto a falsos irmãos:

Judas 1:11 - Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré.

Parece que o "caminho de Caim" inclui prestar culto segundo as inclinações do homem natural, perseguir os crentes verdadeiros, recusar arrepender-se, e excluir a Deus de sua própria vida.

O castigo de tais pessoas se traduz em habitar espiritualmente na terra de Node (errante), sem paz nem sossego, como o mar, cujas "águas lançam de si lama e lodo";

Isaías 57:20 - Mas os ímpios são como o mar bravo, porque não se pode aquietar, e as suas águas lançam de si lama e lodo.

A primeira civilização:

Os descendentes de Caim  desenvolveram a primeira civilização:
(Gênesis 4:17-26).

Jabal adquiriu gado e é chamado pai da agricultura. Jubal inventou instrumentos de música, e é considerado o fundador das belas artes; Tubalcaim inventou ferramentas e armas, começando assim a indústria em embrião. Não obstante, era uma civilização que excluía a Deus. Lameque foi o primeiro polígamo, manchando a instituição divina do casamento. Sua impiedade chegou ao auge quando se vangloriou de sua violência no cântico da espada;
Gênesis 4:23, 24;

23 – E disse Lameque a suas mulheres Ada e Zilá: Ouvi a minha voz; vós, mulheres de Lameque, escutai as minhas palavras; porque eu matei um homem por me ferir, e um jovem por me pisar.
24 - Porque sete vezes Caim será castigado; mas Lameque setenta vezes sete.

É evidente a ferocidade crescente da linhagem de Caim. Com isto, desaparecem da Bíblia todos os seus descendentes, pois já não ocupam lugar no plano divino.

Parece que Satanás estava prestes a vencer pela força bruta, mas Deus levantou a Sete (filho de Adão e Eva)  em lugar de Abel, para perpetuar a linhagem da mulher.

Depois disto os homens invocavam publicamente o nome do Senhor.

Glória a Deus, Amém Senhor. - NRS31122017.
NOSLEN OLEBAR
Enviado por NOSLEN OLEBAR em 17/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras