Noslen olebaR literatura, poesia, crônica e contos

Insisto em escrever porque é fazendo que se aprende.

Poesia por acaso

Sem inspiração estou agora.

Tento atiçar a imaginação mas ela demora.

Não consigo pensar em algo que faça rimas.

É como querer acertar o alvo com a flecha apontada para cima.

Não acho um bom assunto que se organize bem em versos.

Mesmo sabendo que no mundo há mil assuntos diversos.

Que coisa chata, não consigo imaginar.

Isso quase me mata, porque é horrível não poder pensar.

Mas espere um momento, mesmo não tendo um tema, se estas frases vou relendo, vejo que é um poema!

Clarice Pacheco.

Textos

LIÇÕES SOBRE ORAÇÃO COM JESUS CRISTO
A Bíblia apresenta Jesus Cristo como o modelo que todo cristão deve seguir;

Efésios 5:1 – Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;

Não seria diferente na área da oração. Jesus é também nosso modelo nesse tema. A oração, infelizmente, tem sido muito negligenciada em nossa época.

Façamos um pequeno teste: Você tem o costume de orar todos os dias?

Suas orações são daquelas rápidas ou costuma dedicar um bom tempo para orar ao Senhor?

Tenho certeza que muitas das respostas serão negativas sobre esse tema, pois oramos muito pouco hoje em dia. Mas ao invés de ficar lamentando nossos erros, quero apresentar algumas lições que Jesus Cristo ensinou sobre vida de oração.

São lições valiosas, que todo cristão deve incorporar em sua vida.

1) Aprender que Jesus orou quando as coisas estavam bem
Uma coisa muito comum que acontece em nossa vida é orarmos mais quando as coisas não vão bem e menos quando as coisas estão indo como queremos. Esse não é o exemplo de Jesus. Numa ocasião corriqueira de seu ministério, em meio aos seus trabalhos do dia a dia, Jesus se retira para orar:

Mateus 14:23 - E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.

Jesus tinha uma rotina de oração e nós também devemos ter uma rotina de oração. Ou seja, devemos pensar em um tempo apropriado em nosso dia para dedicarmos a oração, independentemente se as coisas então indo bem ou mal.
Jesus nos ensina que devemos orar em todo o tempo.

2) Aprender que Jesus orou quando as coisas não estavam bem
Jesus não teve apenas bons momentos em sua vida. Ele também passou por grandiosas lutas. Em uma das suas maiores lutas, bem próximo de chegar o momento em que iria ser morto na cruz, Jesus fez o que?

Orou.

“Tornando a retirar-se, orou de novo, dizendo: Meu Pai, se não é possível passar de mim este cálice…”.  

Mateus 26:42 - E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade.

Isso nos ensina que a dependência de Deus deve ser em qualquer situação, até nas mais difíceis. Alguns abandonam a Deus quando as coisas não vão bem. Jesus amou a Deus e orou a Ele quando as coisas difíceis estavam acontecendo. Jesus nos ensina que o Pai está interessado em nossas orações em todos os momentos de nossas vidas, até nos mais difíceis.

3) Aprender que Jesus orou colocando a vontade de Deus acima da Dele.

Esse é um grande ensino. Homens malignos em nossos tempos têm ensinado muitos crentes a determinar coisas a Deus em suas orações, a cobrar Deus, a exigir que Deus faça aquilo que desejam.
Jesus não fez isso.
Ele orou ao Senhor em submissão, expôs a sua dor, mas se submeteu a vontade de Deus, prostrado, ainda que a decisão de Deus fosse a sua crucificação:

Lucas 22:41-42;
41 – E apartou-se deles cerca de um tiro de pedra; e, pondo-se de joelhos, orava,
42 - Dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.
Jesus nos ensina que confiar na direção do Pai e na vontade Dele é a forma correta de terminar nossas orações.

4) Aprender que Jesus orou antes de decisões importantes
Jesus foi um homem que tomou grandes e importantes decisões. Decisões essas que se fossem tomadas erroneamente poderiam impactar não só a Ele, mas toda a humanidade. Em uma dessas decisões importantes chama nos chama a atenção a atitude de Jesus. Antes de escolher seus doze discípulos, o que ele faz?

Orou uma noite inteira:

Lucas 6:12-13;
12 – E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus.
13 - E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos:
Jesus nos ensina que decisões importantes devem ser colocadas diante do Pai em oração para que sejam melhores tomadas.
5) Aprender que Jesus orou ao invés de murmurar

Em uma das ocasiões em que Jesus estava realizando seu ministério, ajuntou-se grande multidão para ouvi-lo. O tempo foi passando e todos estavam com fome devido ao avançado da hora.
Imagino que Jesus também estava com fome, já que tinha trabalhado bastante naquele dia. Além desse fato, junta-se o fato de ter uma multidão faminta diante dele e os apóstolos sem saber o que fazer para dar de comer a esse povo, pensando já em mandá-los embora rapidamente para se livrarem do problema.
Qualquer um de nós ficaria meio perdido nessa questão e, certamente, murmuraríamos bastante por causa desse problemão, ainda mais depois de um dia inteiro de trabalho duro.

O que Jesus fez?
Orou:

João 6:11 - E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.

Jesus nos ensina que o caminho da oração a Deus é muito mais proveitoso do que o da murmuração.
E você Irmão, já aprendeu alguma coisa sobre oração com Jesus?

Glória a Deus, Amém Senhor. - NRS03012018
NOSLEN OLEBAR
Enviado por NOSLEN OLEBAR em 18/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras